CLUBE VERTICAL - ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL

Santos, SP, 2013, Institucionais

Em 2011, o concurso fechado de ideias para a construção da nova sede da Associação Atlética do Banco do Brasil - AABB Santos, apresentava um importante desafio: a substituição integral da antiga sede, projetada em 1961 por Octávio Conceição Paiva e Otacílio Rodrigues Lima e construída por Arthur Guilherme Martinelli. Inaugurado em 1973,  o edifício sofreu ao longo dos anos sucessivas reformas e adaptações até sua completa descaracterização arquitetônica, provocando problemas funcionais e sobrecarregando a estrutura original. Somado a esse quadro de degradação física, a redução contínua do quadro de associados, em sua totalidade composta por funcionários ativos e aposentados do Banco do Brasil, comprometeu a saúde financeira da associação dificultando sua reestruturação para atender a nova realidade econômica e social dos clubes da região.

Nesse sentido, o novo edifício deveria ocupar apenas um terço do terreno disponível para que o restante fosse oferecido para a construtora detentora do melhor projeto em troca da construção da obra. O aquecimento do mercado imobiliário em Santos, naquele momento, oferecia a oportunidade esperada para a modernização da sede e a consequente ampliação do quadro de associados enfatizando a captação do público mais jovem. Foram realizadas assembleias nas quais os arquitetos selecionados apresentaram seus projetos para as comissões responsáveis pela avaliação e julgamento das propostas e, ao final deste processo, a nossa equipe venceu a competição sendo contratada para a execução do projeto completo de arquitetura e compatibilização das disciplinas complementares do complexo a ser construído.

A sede da AABB Santos está situada em uma das vias mais importantes da cidade, a Avenida Ana Costa, cuja característica principal é a grande diversidade de usos em uma área pequena e muito adensada, com lojas e cinemas de rua, restaurantes, escritórios e habitações conferindo grande movimentação ao bairro do Gonzaga. Desse modo, dispor o extenso programa em uma parcela tão pequena do terreno exigiu a verticalização da edificação, assim, foi considerado o gabarito máximo de trinta metros de altura verificado no entorno. Indo um pouco mais além, com o objetivo de estabelecer relações de contraste com o entorno imediato, optou-se pela simplicidade geométrica da nova composição em contraponto à grande diversidade formal dos edifícios existentes.

Os usos propostos para o pavimento térreo fazem a mediação entre os espaços públicos da cidade e os espaços privativos da associação, desse modo, na frente do terreno, uma loja independente divide o acesso principal da edificação com os programas de acolhimento da associação, circulações verticais, área de eventos com uma praça interna e acesso de autos aos dois subsolos de estacionamento. Esses acessos são protegidos pelo plano inclinado transparente da fachada frontal que, além de funcionar como uma marquise, revela para a cidade as atividades de lazer e culturais da AABB dispostas nos primeiros pavimentos.

Por fim, importa destacar que o uso extensivo da quadra poliesportiva e da piscina semiolímpica constitui o cerne das atividades do clube, ambas são cobertas e localizadas nos pavimentos mais altos do edifício devido a necessidade de vãos maiores, desse modo, a estrutura dos pavimentos inferiores é mais robusta e modulada para facilitar o arranjo dos programas com menor demanda espacial como salas de cursos, academia de ginástica, sala de jogos, administração e áreas de apoio. A piscina de lazer e o solário foram implantados na cobertura do edifício que além de disporem de mais luz, oferecem ao usuário uma visão privilegiada da cidade.

Ficha Técnica

Projeto

Clube Vertical - Associação Atlética Banco do Brasil

Local

Santos, SP

Ano

2013

Área

35.546,97 m²

Status

Construído

Arquitetura

Christiane Costa Ferreira, Dhiego Torrano e José Maria de Macedo Filho

Colaboradores

Milena Santos e Rafael Pereira

Fotografia

Marcos Piffer

Projetos Relacionados